A Fantástica Relação entre SEO e Futebol

A Fantástica Relação entre SEO e Futebol

3 Comentários »

Há alguns dias, vendo um jogo com alguns amigos, percebi como o futebol e a otimização de sites são parecidos. Fica fácil entender o SEO se pensarmos que diversos elementos de uma partida tem um equivalente na campanha de otimização.

Eu adoro jogar futebol, tanto no campo quanto no videogame. Mas o engraçado é que odeio assistir a um jogo, seja no estádio ou na televisão. Odeio não, mas não gosto nem um pouco. Conheço as regras, entendo como funciona a dinâmica do jogo. Até já tentei me forçar a gostar pra participar daquelas conversas em bares.

Jogadores são os Fatores

São os jogadores que fazem o time funcionar, ir pra frente, correr atrás dos resultados. Cada um joga de uma maneira, em posições diferentes. Uns tem mais influência no resultado do time, outros menos. Mas não quer dizer que iremos privilegiar somente alguns deles: o time precisa estar em sincronia, bem entrosado para conseguir bons resultados. Podemos priorizar alguns, mas não deixar os outros sozinhos.

Não adianta ter um jogador excelente se todo o resto dos jogadores são ruins. O craque não vai conseguir levar o time sozinho. Ou seja, trabalhe todos os fatores do seu site, não deixe nenhum de lado por ser “menor”.

Quando for otimizar, você deve saber priorizar, mas nunca esquecer dos outros. É aquela história: falam que castanha do pará é extremamente saudável. Mas, por favor, não vá só comer castanha do pará, porque isso não é saudável!

 

Time é o Site

O time é o ponto de partida da estrutura do futebol, então esse seria o site. Todo o planejamento e a estrutura do clube devem seguir o conceito do time. Os valores do time são importantes para ajudar na definição do seu posicionamento na percepção dos torcedores. Quais são as suas propostas para os seus torcedores? Só sabendo da sua vocação é que o time vai poder montar sua estratégia.

Os melhores clubes conseguem fazer mais torcedores se engajarem, participando ativamente do destino e planejamento. Eles oferecem diversas opções para quem quer se envolver mais com o time.

 

O mesmo acontece com empresas que estão presentes nas mídias sociais para manter esse canal de relacionamento direto com o fã. Alguns também oferecem aos seus usuários outras formas para contato e interações, como um fórum. Outros sites até fazem votações para seus fãs opinarem em alguma mudança.

Então para fazer uma campanha de otimização, ou seja, pra aparecer no ranking do Google, é preciso ter um site. Recentemente, algumas empresas quiseram testar abolir o site tradicional, e ter apenas uma página no Pinterest ou Facebook. Isso é legal, mas torna o ranqueamento para palavras-chave (excluindo o nome da empresa) quase impossível. Pelo menos eu não conheço nenhum caso.

Ou seja, nenhum site ranqueia sem site, como clube não joga sem time.

 

Juiz é o Google

É ele quem vai deixar a partida organizada, sem deixar virar bagunça. As regras do jogo para um site seriam as Diretrizes de Qualidade do Google. No jogo, se um jogador fizer falta, ele vai estar lá pra marcar. Se o time não trabalhar bem algum fator, ele vai tirar parte da relevância do site.

Se todos começarem a fazer falta, numa disputa desleal, o Google vai engrossar e começar a punir.

Isso seria caso alguma técnica que está fora das regras comece a ser utilizada por grande parte dos sites, e aí o Google vai pensar em como incluir essa verificação no seu algoritmo para rastrear esse tipo de comportamento.

 

Carrinho é o Black Hat

Você sabe que não é uma falta sem querer, que ele é perigoso, mas mesmo assim você tenta porque está com medo de perder o jogo ou está pensando só no curto prazo.

Você pode até fazer o adversário perder a jogada, quem sabe um gol, mas você receberá um cartão ou, provavelmente, ser expulso. Isso também acontece nos sites.

O site que é adepto dos carrinhos e técnicas de Black Hat pode até conseguir manter uma boa posição por algum tempo. Porém, mais cedo ou mais tarde ele vai ser identificado, e receberá uma punição do Google, sumindo do ranking ou até mesmo ao ponto de ninguém mais conseguir achá-lo.

No máximo, seu desempenho vai ser irrisório, e não vai conseguir desempenhar bem e subir no ranking novamente. Ficar se arriscando com técnicas proibidas definitivamente não é uma boa ideia.

 

Técnico é o Especialista

É ele quem define a estratégia pro time e as táticas dos jogadores. Ele vai escolher se o time vai jogar mais avançado, com um ataque mais agressivo, ou se vai trabalhar por um resultado mais modesto. Ele que vai trabalhar cada jogador para ter o máximo desempenho de cada um.

O técnico tem que pensar também quais seriam os jogadores mais importantes a desenvolver dentro da estratégia do time. Se tivermos um ótimo atacante, mas um zagueiro perna de pau, o resultado vai ser péssimo. Então ele precisará fazer o jogador mais fraco focar seus esforços com mais treinos e preparação física.

 

É exatamente ele quem deve saber qual é a situação do site, de onde ele veio e quais situações que passou. Tanto a otimização interna quando a otimização externa têm que ser analisadas, para entender quais fatores precisam ser desenvolvidos com prioridade.

Com essas informações em mãos, ele irá planejar toda a campanha de otimização que o site precisa: se deve priorizar na otimização dos fatores internos, ou então se o site está com um perfil de links mau construído, trabalhar para conseguir mais links que irão agregar valor ao site.

É assim como no futebol: se o time tiver um mau desempenho, o técnico vai levar toda a culpa.

 

Passe é o Acesso

Cada passe certo feito pela equipe é mais uma etapa para chegar perto perto do gol, e aí sim, botar a rede pra balançar. Os passes devem ser pensados como cada acesso que o site recebe. Nem todos eles irão se tornar um gol, mas uma parte sim.

A qualidade dos passes, assim como a dos visitantes, é muito importante para o sucesso do time/site. Não adianta ter centenas de passes se nenhum deles resulta num gol. A melhor situação é aquele time matador, que mesmo que tenha poucos passes, consiga finalizar e fazer gols.

Então pense mais em fazer com que cada passe que seja feito valha a pena, ou seja, que resulte em gol. Ficar trocando passes na zaga dificilmente vai resultar em um gol. E o gol é justamente o que todos querem no futebol.

 

Gol é a Conversão

O gol é o ponto máximo de um jogo de futebol, então ele é a conversão de um usuário dentro de um site. Ele é resultado de um esquema tático bem montado, com todos os jogadores trabalhando em conjunto. No site também, pense que em todas as conversões, cada elemento da página tem que ajudar: a leitura fácil, um bom layout e chamadas de ação claras e eficazes.

Se uma compra foi feita, isso é um gol. Se baixaram seu pdf, isso é um gol. Independente do que seja sua conversão, cada uma tem muito valor. Como você pode desenvolver um time para aumentar a quantidade de gols por jogo? Treinando mais os atacantes, que têm o papel de fazer os gols.

 

Então tente listar os fatores que estão ligados ao seu sucesso de conversão. Eles vão ser os seus atacantes. Cada um deles representa um dos fatores de usabilidade e conversão, como um carrinho de compras mais claro e rápido, ou uma chamada de ação mais atrativa para o seu produto.

 

Bola é o visitante

Todos os aspectos de um time são montados para que a bola entre no gol, assim como todos os fatores de um site têm que ser trabalhados para levar o visitante direto para onde quiser. Pode ser que um usuário fique de um lado pro outro, comparando preços, lendo análises. O importante é que independente do que ele quiser fazer, consiga sem nenhum problema.

Os melhores são aqueles passes longos, que caem na cara do gol. Ou até mesmo um só fator que já consegue deixar o visitante na cara do gol, como uma boa landing page que já facilita todo o trabalho para o usuário.

Não esqueça de tratar bem seu visitante. É ele que manda, assim como a bola. Na verdade, os grandes jogadores sempre falam que têm que tratar a bola com muito jeito, sem agressividade.

 

Torcida são os Donos do Site

O time não existiria se não fossem os torcedores. São eles que mantêm o time indo pra frente, todos preocupados com o futuro do time, participando de algumas decisões e votações importantes para o clube.

Quando os donos do site/time estão envolvidos de verdade, o resultado é garantido!

 

A lógica natural é pensar que os torcedores são os visitantes do site, mas na verdade quem vibra com o gol são os donos do site. E o gol é a justamente o que todos que estão envolvidos com o time querem: técnicos, jogadores, clube. Os gols é que fazem uma torcida se empolgar, pois eles é que fazem o sucesso do time. Então agrade os donos do site com muitos gols, que o time irá crescer!

 

Treino é a otimização

A dedicação e o treino constante são primordiais para o desenvolvimento, seja ele no futebol ou no SEO. No futebol, os jogadores precisam treinar diversas vezes por semana, para conseguirem chegar cada vez mais perto da excelência. Tem uma história de que Pelé ficava depois dos treinos praticando chutes de bola parada. Não é a toa que ele é quem é.

Devemos ter sempre em mente que a otimização é um processo, e por isso, contínuo.

 

Nunca chegaremos a um máximo de otimização, porque ele simplesmente não existe. Treinar nunca é demais, ele só te ajuda a chegar mais perto da perfeição.

 

E aí, o que achou da comparação? Faz sentido? Ajuda a entender, certo?

 

 

3 comentários para “A Fantástica Relação entre SEO e Futebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SP São Paulo (11) 2640-7284 Rua Manuel da Nóbrega, 456 conj. 65 - Paraíso - São Paulo - SP
RJ Rio de Janeiro (21) 4126-1965 Tv. Domingos Candido Peixoto, 501 / casa 1 - Icaraí - Niterói - RJ