Publieditorial: fazer ou não?

Publieditorial: fazer ou não?

3 Comentários »

Todo mundo sabe o que é um blog: uma espécie de diário virtual. Sim, isso era um blog, pois este conceito já faz parte do passado. Agora são espaços na web para mostrar ideias e opiniões. Atualmente os blogs são eficientes ferramentas que ajudam a compor a identidade, imagem e reputação de uma pessoa ou empresa no mundo, extrapolando a internet; seu alcance cresceu tanto que algumas marcas até pagam por posts em blogs. Para quem não sabe o que seria um post, trata-se do texto que é escrito no blog.

Como assim?

Essa prática, chamada de Publieditorial ou Post Pago, é uma ação que algumas marcas utilizam para expôr seus serviços ou produtos em grandes blogs cujo conteúdo é lido por milhares de pessoas. Entrando em contato com o blogueiro responsável e acertando os detalhes, a inserção do nome da marca em um simples post no blog pode custar preços astronômicos dependendo do alcance de público que o blogueiro consegue atingir – com cifras chegando a praticamente 10 mil reais.

Hoje já existem agências especializadas em procurar pelo blogueiro ideal para o tipo de produto e discurso do anunciante. Cuidando de toda a parte de negociação, o cliente só precisará pagar pela divulgação e, sendo desejo do blogueiro, enviar alguma amostra de seu produto. Este tipo de transação é vista, principalmente, em blogs de maquiagem e de moda. Vejam abaixo um exemplo de publieditorial.

Publieditorial: fazer ou não?
Publieditorial feito pelo blog Pausa para Feminices

Muitos blogs nascem justamente com este ideal: ganhar dinheiro apostando no publieditorial frequente. Essa estratégia, por mais complicada que possa parecer à uma primeira vista, tornou-se a fonte de renda de muitas blogueiras de moda e maquiagem, que hoje dedicam-se exclusivamente ao negócio – bem rentável por sinal. Porém, não é tudo um mar de rosas.

A polêmica

Ultimamente muita discussão na internet está sendo gerada a respeito do publieditorial. Não exatamente sobre ele, mas sobre as blogueiras emitirem que aquele post se trata de um post pago.

Muitos blogueiros andam fazendo parcerias com marcas e serviços, porém divulgando como uma opinião própria aos seus frequentadores. Como verdadeiros formadores de opinião, principalmente entre o público mais jovem, acabam influenciando a mente de quem lê o post – que as vezes nem imagina que quem escreveu foi pago para expôr aquele conteúdo.

Não sinalizar visivelmente que um post é pago (sendo nas tags ou no texto corrido) tornou-se até mesmo crime, condenado pelo Código Brasileiro de Publicidade, o CONAR. Esta semana a marca francesa de cosméticos Sephora, que recentemente abriu sua primeira loja no Brasil, será investigada por propaganda irregular em blogs de moda. Esta “propaganda velada” seria justamente não avisar ao público que o post feito para seus produtos seria pago.

Publieditorial: fazer ou não?
Sephora e a propaganda irregular em blogs

Publieditorial funciona mesmo?

Como forma de publicidade para uma marca ou serviço, sim. Escolhendo o blog certo, seu produto pode atingir uma parcela importante do seu público-alvo, criando assim uma relação com ele e podendo gerar um aumento da procura e, consequentemente, mais compras. Anunciar em um blog de segmentação específica faz com que sua marca seja vista somente por quem venha a se interessar por ela, e poupa quem não tem o mínimo interesse.

Como grandes blogs também costumam atingir um grande número de pessoas também nas redes sociais, a inserção da marca também vai parar no Facebook e no Twitter, aumentando ainda mais o alcance do anúncio e provando que as redes sociais ainda mantêm um grande poder de veiculação.

Porém, antes de investir em posts pagos, certifique-se de que a blogueira não omitirá do post que aquele é um conteúdo pago. Além de gerar confusão e mal estar na mídia sobre o assunto, ainda pode acontecer uma investigação como a que a  Sephora está passando, e aposto que ninguém quer ficar com má fama na internet.

3 comentários para “Publieditorial: fazer ou não?

  1. Te juro que vi esse fato ocorrer na empresa em que trabalho, mas foi “sem querer”. Sério mesmo.

    Tipo a blogueira citou um site que desenvolvemos em seu blog SUPER BADALADO, no mês seguinte quando acessamos nosso Google Analytics, o site havia tido 17.000 acessos na página! Insano! Ficamos malucos para tentar descobrir como ocorreu. Foi engraçado!

    Vendo isso, posso afirmar que “Publieditorial” pode funcionar sim!

  2. Amigo td bem? Hoje recebi um email de uma empresa perguntando se eu aceitava fazer publieditorial no meu site, pelo fato do site ser muito bem posicionado nas pesquisas do Google.
    Porém te confesso que nunca ouvi falar em publieditorial. Será que vale a pena pra mim nesse caso? Ou só compensa para quem irá divulgar? Ela perguntou tb quanto eu cobraria por isso. Por favor, poderia me dar sua opinião? No aguardo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SP São Paulo (11) 2640-7284 Rua Manuel da Nóbrega, 456 conj. 65 - Paraíso - São Paulo - SP
RJ Rio de Janeiro (21) 4126-1965 Tv. Domingos Candido Peixoto, 501 / casa 1 - Icaraí - Niterói - RJ