Canonical URL Tag: Solução para Conteúdo duplicado e Redirect 301 via HTML – Parte 2

8 Comentários »

Complementando o último post sobre Canonical URL Tag, vamos abordar mais a fundo as características, propósitos e dúvidas com relação à utilização desta nova tag e seus reflexos em termos de SEO. Para isto, resumimos informações, perguntas e respostas disponibilizadas pelo Google, Matt Cutts, Yahoo! e MSN:

Aprenda mais sobre Canonical URL Tag e outros aspectos de SEO no nosso curso presencial.

Google – Perguntas e Respostas

1. Rel=”canonical” é uma sugestão ou uma diretiva?

É uma sugestão que levaremos bastante em consideração. Nós vamos utilizar sua indicação em conjunto com outros fatores na hora de determinar qual conteúdo é o mais relevante a ser mostrado na página de resultados.

2. Podemos utilizar caminhos relativos para indicar a URL canônica?

Sim.

3. O conteúdo da página e de sua canônica precisam ser exatamente iguais?

Nós permitimos pequenas diferenças, como por exemplo, a ordenação de uma tabela de produtos. Nós admitimos que podemos visitar as páginas duplicadas em diferentes períodos de tempo, o que gera diferentes versões do conteúdo. Tudo isto é suportado por nós.

4. O que acontece caso o rel=”canonical” retornar uma página 404 ?

Vamos continuar a indexar seu conteúdo e utilizar uma heurística para encontrar a canônica, mas recomendamos que você utilize URLs existentes como canônicas.

5. E se a página canônica ainda não tiver sido indexada?

Assim como fazemos com todo conteúdo livre presente na Internet, nós nos esforçaremos ao máximo para descobrir e visitar a URL canônica rapidamente. Assim que esta for indexada, nós vamos imediatamente reconsiderar a sugestão presente na tag.

6. O rel=”canonical” pode ser uma URL com redirecionamento?

Sim, você pode especificar uma URL que redireciona para outra. O Google irá processar o redirecionamento normalmente e tentará indexar a página.

Matt Cutts – Perguntas e Respostas

1. Funciona para redirecionamentos entre subdomínios?

Sim, maps.google.com pode sugerir google.com como Canonical URL.

2. Qual a diferença entre rel=”canonical” e um redirecionamento 301?

Eles são bem semelhantes, porém algumas vezes você não possui facilidade para implementar redirecionamentos 301.

3. As páginas precisam ser idênticas?

Não, mas elas devem apresentar conteúdo semelhante. Pequenas diferenças são aceitáveis.

4. Vocês podem seguir URLs canônicas em sequência?

Nós podemos, mas não conte com isso. Indique diretamente a URL canônica definitiva.

5. Funciona para canonicalização envolvendo URLs com HTTP e HTTPS?

Sim, absolutamente.

Yahoo! – Considerações

1. A URL indicada na tag <link> pode ser relativa ou absoluta, porém recomendamos utilizar caminhos absolutos para evitar qualquer chance de erros.

2. Uma tag <link> somente pode apontar para uma URL canônica de um mesmo domínio.

3. Uma Canonical URL Tag será tratada similarmente a um redirecionamento 301 em termos de transferências de referência de links e de outros aspectos.

4. Vamos utilizar a informação sugerida na tag, porém vamos também aplicar algoritmos para evitar situações em que a tag não seja usada como deveria. Por exemplo, se a URL canônica não existir, retornar um erro 404 ou se apresentar conteúdo que seja substancialmente diferente, a URL sugerida não será considerada nesse primeiro momento, porém será avaliada novamente no futuro.

5. A tag é transitiva, ou seja, se uma URL A sugere B como canônica e esta mesma B sugere C como canônica, C será canônica de A e B.

MSN/Live – Considerações

  1. Esta tag irá ser interpretada como uma sugestão e não como um comando. Nós vamos avaliá-la em conjunto com toda informação que temos sobre o site a fim de determinarmos, da melhor maneira possível, a URL canônica. Isto nos ajudará a tratar qualquer erro de utilização da Canonical Tag ou até mesmo o abuso da mesma.
  2. Você pode usar URLs relativas ou absolutas no atributo href da tag.
  3. A página e a URL do atributo href devem pertencer a um mesmo domínio, caso contrário a tag será considerada inválida e ignorada.
  4. Live Search espera poder suportar esta funcionalidade em breve.

Algumas dúvidas ainda existentes:

  1. Yahoo! e Matt Cutts disseram que Canonical URL é similar a um 301 Redirect. O que eles querem dizer com isso? Existe alguma diferença com relação à passagem de créditos, links, métricas, etc.?
  2. Funciona para conteúdo duplicados em diferentes línguas?
  3. Qual o grau de diferença aceitável entre o conteúdo presente em ambas as páginas para que a Canonical URL Tag seja considerada?
  4. O Yahoo! diz que a tag apresenta transitividade. Mas e os outros mecanismos de busca?
  5. O que seria um “SPAM Canônico”?
  6. Seria uma solução para quem não pode implementar redirecionamentos em servidor, como desenvolvedores sem permissão para alterar o arquivo .htaccess no Apache, por exemplo?

Mesmo que muitas dúvidas e incertezas sobre esta nova tag ainda estejam no ar, já tem gente trabalhando em cima dessa novidade do mundo SEO. Joost de Valkdisponibilizou um plugin para aqueles que possuam um blog/site em WordPress ou Drupal ou tenham algum comércio eletrônico na plataforma Magento.

Vamos acompanhar qualquer evolução que venha a acontecer com relação à Canonical URL Tag e, pintando alguma novidade ou algum esclarecimento das dúvidas levantadas acima, estaremos informando em primeira mão, portanto não deixe de assinar nosso feed.

Se você gostou do nosso blog, assine o RSS ou então receba os posts por e-mail.

 

8 comentários para “Canonical URL Tag: Solução para Conteúdo duplicado e Redirect 301 via HTML – Parte 2

  1. Estou utilizando em meu blog o plugin “SEO No Duplicate” cuja descrição é a seguinte: This plugin helps you manage your search engine duplicate content, by setting your post page’s canonical to the permalink.

    Gostaria de saber se o plugin que estou usando tem o mesmo efeito do plugin indicado neste post?

  2. @Rodrigo Não conheço exatamente como este plugin funciona. Se as
    páginas são configuráveis, basta conferir o HTML daquelas que
    você escolheu para ter URL canônica e verificar se foi introduzida a
    tag corretamente. Se o plugin adiciona as tags autmaticamente em todas aquelas
    páginas que ele considera apresentar conteúdo duplicado, sugiro
    você a verificar com mais atenção, pois se ele errar em
    vários casos, não sei se Google e cia vão apenas ignorar as tags
    ou achar que você está querendo enganá-los, o que pode ser
    perigoso.

    Abraço.

  3. Srs preciso urgente de ajuda para um problema de conteúdo duplicado, seguinte:

    Fiz um redirecionamento 301 do meu domínio http://www.meudominio.com.br para http://www.meudominio.com.br/url-amigavel.html, só que ao entrar nas ferramentas para webmaster ou em “site: http://WWW.meudominio.com.br” notei que existe 5 páginas com conteúdo duplicado , os finais dessas url estão mais ou menos assim :

    .com/
    .url-amigavel.html
    .url-amigavel.html?cat=1
    .url-amigavel.html?p=1
    .url-amigavel.html?author=1

    Ou seja estou com conteúdo duplicado em 5 páginas, li um artigo na qual se utilizaria a tag canonical para resolver esse problema aplicando a tag na página real que seria
    http://www.meudominio.com.br/url-amigavel.html.

    Como resolvo esse problema tão grave, é através do robots, ou com canonical, agradeço muito a quem puder me ajudar pois já busquei a resposta nos 4 cantos da internet. Obrigado a todos.

  4. @edgar se você já configurou o 301 redirect, basta esperar que o
    Google vai perceber o redirecionamento e desconsiderar o conteúdo
    duplicado. Mas caso você queira utilizar também a tag canônica,
    é só incluí-la nas “páginas cópias” preenchendo o atributo href com a URL que não é a cópia.

    Abraço

  5. E ai pessoal

    Quando comecei a trabalhar com SEO a dois anos, conteúdo duplicado era um fantasma que me perseguia constantemente, hoje, depois de muito estudo já não tenho mais pesadelos com isso :)

    Mas ainda tenho uma dúvida que me persegue. Vejam essas páginas:

    http://assinebandalarga.uol.com.br/banda-larga-joinville-sc/
    http://assinebandalarga.uol.com.br/banda-larga-londrina-pr/

    Como elas podem não ser conteúdo duplicado, se a única diferença é o nome da cidade?

    Abraços

  6. Leandro, muito boa e detalhada sua explicação. A minha duvida é que tenho uma loja virtual da Locaweb, com produtos à disposição. Percebei, depois que li teu post, que a URL “http://loja.lupaternostro.com/products” está antes de qualquer produto apresentado, por exemplo, um produto esta assim “http://loja.lupaternostro.com/products/cabecas-intrincadas-peca-em-acrilico”, o outro esta assim “http://loja.lupaternostro.com/products/universo-curioso-serie-mundos-intrincados-reproducao-em-giclee”, etc
    Minha pergunta é se é mais recomendado utilizar em todos os produtos, na pagina html do post, a tag Canonical URL Tag “http://loja.lupaternostro.com/products”? Ou é besteira fazer isso?

    Abraço e obrigada!
    Luciana Paternostro

    1. Olá Luciana!

      Não ficou muito clara a sua situação, mas vou comentar sobre e vê se se aplica ao seu site.
      O canonical seria necessário nas suas páginas se você tivesse duas URLs diferentes, mas que exibissem o mesmo conteúdo.
      Por exemplo, /products/cabecas e outra com /vitrine/cabecas, exibindo o mesmo produto.
      Neste caso, seria melhor você escolher qual seria sua página que acha mais adequada exibir aos visitantes, e referênciar ela no canonical da outra página.
      Entendeu?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SP São Paulo (11) 2640-7284 Rua Manuel da Nóbrega, 456 conj. 65 - Paraíso - São Paulo - SP
RJ Rio de Janeiro (21) 4126-1965 Tv. Domingos Candido Peixoto, 501 / casa 1 - Icaraí - Niterói - RJ